top of page
  • Foto do escritorAdmin

Usuários da Apple estão mantendo seus iPhones por mais tempo, desafiando a demanda e preocupando a empresa

Atualizado: 19 de dez. de 2023



Nos últimos anos, um padrão interessante tem surgido entre os usuários da Apple: eles estão mantendo seus iPhones por períodos cada vez mais longos antes de optarem por uma nova compra. Essa tendência, revelada por um estudo recente da Consumer Intelligence Research Partners (CIRP), pode ser preocupante para a Apple, já que pode indicar uma possível desaceleração nas vendas de seus smartphones. Embora a empresa tenha alcançado um novo recorde de preço médio de venda de iPhones e uma receita recorde no primeiro trimestre deste ano, a fidelidade prolongada dos usuários pode apresentar um desafio inesperado. A CIRP, sigla para Consumer Intelligence Research Partners, é uma empresa de pesquisa de mercado com sede nos Estados Unidos, especializada em análise de dados do setor de tecnologia. Ela é conhecida por seus estudos sobre o mercado de smartphones, tablets e outros dispositivos eletrônicos de consumo, bem como por seus relatórios sobre o comportamento dos consumidores em relação a esses produtos. Os dados e relatórios da CIRP são amplamente divulgados pela mídia especializada e são considerados uma referência no setor de tecnologia. O estudo recente da CIRP revelou que os usuários da Apple estão mantendo seus iPhones por períodos cada vez mais longos. Entre 2019 e 2021, aproximadamente 34% dos clientes da Apple possuíam um iPhone com três anos ou mais. Embora tenha havido um aumento nas atualizações em 2022, a maioria dos usuários relatou que está segurando seus iPhones por 2 a 3 anos ou até mais. A CIRP atribui esse aumento nas atualizações em 2022 a fatores como a pandemia de COVID-19 e os programas de troca agressivos que ofereceram um valor excepcional para os telefones usados. No entanto, também é importante mencionar que os iPhones são conhecidos por sua longevidade, recebendo atualizações do sistema por vários anos e sendo considerados produtos de alta qualidade. Embora o estudo da CIRP não tenha abordado esse aspecto, é válido ressaltar que a procura por iPhones usados também tem crescido nos últimos anos, especialmente no Brasil. Tanto é verdade que, no ano passado, o celular da maçã esteve entre os cinco mais vendidos na categoria de telefones usados. Além disso, alguns modelos mais antigos de gerações anteriores tiveram uma queda de preços nos últimos meses, o que impulsionou ainda mais as vendas e resultou em um recorde de vendas no país durante o primeiro trimestre. A fidelidade prolongada dos usuários da Apple em relação aos seus iPhones pode representar um desafio inesperado para a empresa. Embora ela tenha alcançado resultados financeiros impressionantes, incluindo um novo recorde de preço médio de venda de iPhones, a tendência dos consumidores de manterem seus dispositivos por períodos mais longos pode resultar em uma desaceleração na demanda por smartphones da Apple. No entanto, a empresa também se beneficia da reputação de seus produtos como duráveis e de alta qualidade, o que pode ajudar a manter sua base de clientes engajada. A Apple enfrenta agora o desafio de equilibrar a oferta de produtos inovadores que incentivem a atualização com a satisfação dos clientes que preferem manter seus iPhones por mais tempo.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page